MUDAMOS DE ENDEREÇO


Agora estamos no Portal Videira Católica - o portal da família católica.

Vídeos, Oração, formação, Pedidos de Oração, Catequese, Jogos para as crianças, textos teatrais e muito mais.

Entre no Portal e inscreva-se para receber as novidades por email.
É grátis e assim você não perde nenhuma publicação.

Clique no link:
www.portalvideiracatolica.org

MUDAMOS DE ENDEREÇO


Agora os textos teatrais estão no blog da TV Criança Católica.

Lá você encontra:
-  textos teatrais
- desenhos católicos para pintar
- vídeos católicos, 
- orações para as crianças 
- e muito mais.

Clique e acesse:



www.tvcriancacatolica.com

Texto teatral - DOMINGO DE RAMOS - com Joca e Clarinha



DOMINGO DE RAMOS
Quaresma – Ano A
de Emílio Carlos

JOCA – (entra) Oi pessoal!

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Oi!

JOCA – Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Oi!

JOCA – Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Joca.

JOCA – Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Joca.

JOCA – Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Joca!

JOCA – O que foi, Clarinha?

CLARINHA – Chega de oi?

JOCA – Não é um simples oi. São seis ois especiais.

CLARINHA – Não são 6 ois.

JOCA – Ah, são sim.

CLARINHA – Ah, não são não.

JOCA – Ah, é? Então conta aí pra você ver. Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Joca: foi muito rápido. Não deu pra contar nada.

JOCA – Então de novo: Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Não, não deu pra contar, Joca.

JOCA – Ah, eu faço de novo: Oi-oi-oi-oi-oi!

CLARINHA – Joca: por que é que eu tenho a impressão de que você está gostando da farra, hein?

JOCA – Eu, Clarinha?

CLARINHA – É, parece que você está gostando de dar esse monte de ois.

JOCA – Imagina! Rê, rê, rê.

CLARINHA – Ah, Joca, viu?

JOCA – Ô Clarinha: minha mãe falou que hoje é domingo de ramos.

CLARINHA – É isso mesmo, Joca.

JOCA – Tem até um pessoal segurando ramos. Fica bonito, viu?

CLARINHA – É mesmo, Joca.

JOCA – Mas, Clarinha: o que significa Domingo de Ramos?

CLARINHA – É que hoje nós estamos comemorando a entrada de Jesus em Jerusalém.

JOCA – Ah, bom!... Como assim?

CLARINHA – Uma semana antes da páscoa Jesus entrou em Jerusalém. Olha lá!

(entra um cartaz com um desenho de Jesus num burrinho e o povo segurando ramos).

JOCA – Olha: é Jesus!

CLARINHA – Jesus entrou em Jerusalém montado num jumentinho. E o povo o aclamava.

VOZES – (em off) Bendito o rei, que vem em nome do Senhor! Bendito o rei! Bendito!

JOCA - Olha: lá eles também gostam de ramos!

CLARINHA – O povo colocava seus mantos no caminho para Jesus passar. E aclamavam Jesus com os ramos.

VOZES – (em off) Bendito o rei, que vem em nome do Senhor! Bendito o rei! Bendito!

JOCA - E aqui começa a Semana Santa.

CLARINHA – Isso mesmo, Joca. É nessa semana que Jesus fará a última ceia, será crucificado e vai ressuscitar no domingo.

JOCA – Puxa, Clarinha! Que semana importante!

CLARINHA – É, Joca: a Semana Santa é a semana mais importante do ano para nós católicos. É uma semana muito importante aqui na Igreja.

JOCA – É mesmo. Vai ter muita coisa acontecendo nessa semana aqui na Igreja.

CLARINHA – Vai ter confissão, terço, Adoração ao Santíssimo, Missas e muito mais.

JOCA – Todo mundo está convidado a participar.

CLARINHA – Eu vou participar da Semana Santa.

JOCA – Eu também.

CLARINHA – Então tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

(saem)

F i m



Esse texto faz parte da coleção de livros Teatro na Missa das Crianças e na Catequese.
Você pode adquirir um dos livros ou o kit completo.
Disponível em livros digitais e DVD-livros.
Saiba mais na nossa lojinha:
www.tvcriancacatolica.com.br/lojinha


www.tvcriancacatolica.com.br


www.tvnossasenhoradefatima.com.br








http://www.apenossasenhoradefatima.com.br/p/blog-page_6.html
http://teatronamissadascriancas.blogspot.com.br/p/quem-somos-nos.html













Texto teatral para 18-3 - JESUS A SEMENTE DE DEUS




JESUS, A SEMENTE DE DEUS
5o Domingo da Quaresma
Ano B – João 12, 20-33
de Emílio Carlos

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – (abatido) Oi.

CLARINHA – Oi!

JOCA – (abatido) Oi.

CLARINHA – O que aconteceu, Joca?

JOCA – Nada.

CLARINHA – Como assim “nada”?

JOCA – Assim: nada.

CLARINHA – Quem nada é peixe, viu Joca. O que aconteceu?

JOCA – Nada.

CLARINHA – E o que era pra ter acontecido?

JOCA – Tudo.

CLARINHA – Eu não estou entendendo nada.

JOCA – Nem eu também.

CLARINHA – (ao público) Pessoal: isso tá esquisito... Quer explicar o que está acontecendo, Joca?

JOCA – Sabe o que é, Clarinha? Eu plantei uma semente de feijão num vasinho. E ela não nasceu.

CLARINHA – Não nasceu?

JOCA – Não, Clarinha. Na verdade eu acho que a minha semente... morreu! (chora)

CLARINHA – Ô, Joca: calma.

JOCA – (choramingando) Eu não estou calmo…

CLARINHA – Mas, Joca: eu sei de um segredo.

JOCA – Segredo? (snif)

CLARINHA – É, Joca: você quer um pé de feijão, não é?

JOCA – Quero.

CLARINHA – Então: para o pé de feijão nascer a semente precisa morrer primeiro.

JOCA – É?

CLARINHA – É, Joca. Daí nasce uma plantinha que vai crescer e vai dar muitas outras sementes de feijão.

JOCA – Certo... Então eu vou tirar a semente do vaso pra ver se é verdade.

CLARINHA – Não pode, Joca! Tem que esperar. E no tempo certo o feijão vai brotar.

JOCA – Será?

CLARINHA – Vai por mim, Joca…

JOCA – Vamos lá ver?

CLARINHA – Vamos.

JOCA – Pessoal: a gente já volta já.

CLARINHA – É isso mesmo. Fiquem aí que a história ainda não acabou, tá?

(saem)

NARRADOR – (off) O tempo passou. Três meses depois…

CLARINHA – (entra) Vocês viram o Joca por aí? Ele já voltou? O que será que aconteceu com o Joca, né?

(Joca entra feliz com um pé de feijão crescido num vaso dando vagens).

JOCA – Clarinha! Clarinha! Olha só!

CLARINHA – Que bonito, Joca!

JOCA – É o meu pé de feijão!

CLARINHA – Que legal!

JOCA – Foi do jeitinho que você falou Clarinha!

CLARINHA – E sabe o que tem dentro dessas vagens, Joca?

JOCA – O que, Clarinha?

CLARINHA – Um monte de feijões!

JOCA – Êba!!

CLARINHA – Sabe, Joca: foi assim com Jesus também.

JOCA – Como assim, Clarinha?

CLARINHA – Jesus morreu na cruz e depois ressuscitou. E aí nos deu muitos frutos: a salvação para quem acreditar nele e o caminho de Deus para seguir.

JOCA – Que legal!

CLARINHA – Jesus deu sua vida por nós, para nos salvar do pecado. E nós precisamos seguir suas palavras para entrar no céu.

JOCA – Puxa vida! Eu amo Jesus, Clarinha!

CLARINHA – Eu também!

JOCA – Quem ama Jesus aí levante a mão!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Levante a mão bem alto!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Muito bem!

CLARINHA – E Jesus também ama todos vocês!

JOCA – Êba!

CLARINHA – Então, tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

(saem)

F i m


Texto teatral para 11-3 - QUEM CRER EM JESUS TERÁ A VIDA ETERNA




QUEM CRER EM JESUS TERÁ A VIDA ETERNA
4o Domingo da Quaresma
Ano B – João 3, 14-21
de Emílio Carlos

JOCA – (entra) Oi pessoal!

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – Oi!

CLARINHA – Oi!

JOCA – Oi!

CLARINHA – Joca.

JOCA – O que foi, Clarinha?

CLARINHA – Você está esquisito hoje.

JOCA – Não, Clarinha; eu estou normal.

CLARINHA – Está faltando alguma coisa,

JOCA – Não, Clarinha. Está tudo aqui, ó: camisa, cabelo, nariz, boca...

CLARINHA – Não, não é isso, Joca. Tem alguma coisa diferente.

JOCA – Diferente?

CLARINHA – É, tem alguma coisa diferente em você.

JOCA – Vai ver eu cresci. Já pensou? Quando fui dormir ontem eu era pequenininho assim. E agora
eu acordei grandão, do tamanho do meu pai, ó.

CLARINHA Não, não é isso, Joca.

JOCA – Não é isso? Então vai ver eu estou mais bonito hoje.

CLARINHA – Não, Joca. Você está do jeito de sempre.

JOCA – Isso é elogio ou crítica?

CLARINHA – Já sei o que é: é o seu oi.

JOCA – O que é que tem o meu oi.

CLARINHA – Você falou oi normal hoje.

JOCA – Falei.

CLARINHA – Mas todo dia você dá oi anormal.

JOCA – Oi anormal?

CLARINHA – É, assim: oíííííí, ooooooi, o-o-o-o-o-oi, e etc.

JOCA – É o meu dicionário de ois. Você sentiu falta, Clarinha?

CLARINHA – É... pra ser sincera eu senti sim.

JOCA – Bom, se você esperar um pouco eu posso ir lá em casa pegar meu dicionário de ois pra...

CLARINHA – Não, tá bom assim, Joca. Rê, rê.

JOCA – Se você acha...

CLARINHA – É, tá bom desse jeito.

JOCA – Sabe Clarinha: eu estive pensando.

CLARINHA – No que, Joca?

JOCA – Eu estive pensando em Deus, Clarinha.

CLARINHA – Olha, que legal.

JOCA – Deus nos ama tanto, mas tanto, mas tanto, que enviou seu filho Jesus aqui pra nos salvar.

CLARINHA – É mesmo. Jesus veio ao mundo para nos salvar do pecado e nos ensinar a Palavra de
Deus.

JOCA – Jesus até disse assim:

JESUS – (voz em off) Quem crer em mim terá a vida eterna.

CLARINHA – Sabe, Joca: Jesus é uma luz que ilumina o mundo.

(entra cartaz com ilustração: Jesus sobre o planeta irradiando sua luz com as mãos estendidas para a
Terra).

JOCA – Que bonito isso!

CLARINHA – Quem segue Jesus está no caminho da luz.

(entra cartaz com um caminho bonito, florido, iluminado, com árvores e natureza).

JOCA – Nesse caminho a gente pode ser feliz.

CLARINHA – É, Joca. Mas quem não segue Jesus fica no caminho da escuridão, sabia?

(entra cartaz com um caminho escuro, cinza e preto, com ruínas, sucata, lixo, tudo destruído).

JOCA – Que horror, Clarinha! Eu não quero ir por aí não!

CLARINHA – Eu também não!

JOCA – Eu quero é seguir Jesus!

(o cartaz do caminho escuro sai)

CLARINHA – Então vamos ver: quem vai no caminho de Jesus levante a mão!

JOCA – Eu!

CLARINHA – Quem vai no caminho de Jesus levante a mão bem alto!

JOCA – Eu!

CLARINHA – Muito bem!

JOCA – Eu quero estar sempre com Jesus, filho de Deus.

CLARINHA – Isso, Joca.

JOCA – Então, tchau pra vocês!

CLARINHA – Tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

(saem)

Fim



Esse texto faz parte da coleção de livros Teatro na Missa das Crianças e na Catequese.
Você pode adquirir um dos livros ou o kit completo.
Disponível em livros digitais e DVD-livros.
Saiba mais na nossa lojinha:
www.tvcriancacatolica.com.br/lojinha


www.tvcriancacatolica.com.br


www.tvnossasenhoradefatima.com.br








http://www.apenossasenhoradefatima.com.br/p/blog-page_6.html
http://teatronamissadascriancas.blogspot.com.br/p/quem-somos-nos.html













Texto teatral para 4-3 - JESUS EXPULSA OS MERCADORES DO TEMPLO



JESUS EXPULSA OS MERCADORES
3o Domingo da Quaresma
Ano B – João 2, 13-25
de Emílio Carlos

JOCA – (entra) Oi pessoal!

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – Oi gentiiiiiiiiii!

CLARINHA – Oi!

JOCA – Oi gentiiiiiiiiii!

CLARINHA – Joca.

JOCA – Oi gentiiiiiiii!

CLARINHA – Joca.

JOCA – O que foi, Clarinha?

CLARINHA – Que história é essa de “oi gentiiiiii”?

JOCA – Eu sempre falo oi, não é mesmo?

CLARINHA – Não, Joca. Você fala “oiiiiii”, “ooooooooooi” e mais um monte de ois do seu dicionário de ois.

JOCA – Então: hoje eu resolvi mudar. Eu falei “oi gentiiiii”. Ficou bom?

CLARINHA – Bem...

JOCA – Eu estava até pensando em começar um novo dicionário: o dicionário do “oi gente”. O que você acha, Clarinha?

CLARINHA – Acho melhor você ficar no dicionário dos ois mesmo.

JOCA – Clarinha: eu nunca tinha percebido!

CLARINHA – O que, Joca?

JOCA – Você gosta dos meus ois!... Muito obrigado, Clarinha.

CLARINHA – De nada, Joca.

JOCA – Clarinha: hoje eu prestei bastante atenção no Evangelho.

CLARINHA - Que bom, Joca.

JOCA – É... Dessa vez Jesus ficou bravo mesmo.

CLARINHA – E com razão, né Joca?

JOCA – É verdade.

CLARINHA – Imagine a cena: Jesus entra no templo de Jerusalém.

JOCA – Que era a casa de Deus. Pra vocês entenderem é como se fosse a nossa igreja.

CLARINHA – E aí o que Jesus encontra?

JOCA – Uma bagunça!

(entra cartaz com ilustração)

CLARINHA – Isso mesmo: uma bagunça! Gente vendendo um monte de coisas no templo. Tinha galinha, boi, ovelha, tinha de tudo.

JOCA – Que absurdo!

CLARINHA – Tinha até gente trocando dinheiro dentro do templo.

(entra a 2a parte do cartaz, completando a visão geral do templo. Jesus não está na cena).

JOCA – Isso não pode! É um desrespeito a Deus!

CLARINHA – Pois é, Joca! Foi por isso que Jesus ficou bravo e expulsou todo mundo dali.

JOCA – Jesus tem razão.

CLARINHA – A casa de Deus tem que ser um lugar de oração, de respeito e de fé. Não é lugar pra vender nada, nem ficar conversando na Missa...

JOCA - ... nem ficar namorando, nem ficar paquerando assim ó: “olha que menina bonitinha”...

CLARINHA – Não pode! Tudo isso é desrespeito com Deus e com Jesus. Jesus está aqui, presente na Eucaristia. Temos que ter respeito...

JOCA - ... desligar o celular...

CLARINHA - ... chegar à igreja antes da Missa começar...

JOCA - ... e só sair depois que a Missa acabar...

CLARINHA - ... enfim: tem que respeitar a casa de Deus.

JOCA – É isso aí: respeito sempre.

CLARINHA – Sempre, sempre.

JOCA – Quem respeita a casa de Deus levante a mão!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Quem respeita a casa de Deus levante a mão bem alto!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Muito bem!

CLARINHA – Quanta gente, Joca!

JOCA – É verdade.

CLARINHA – Então tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

(saem)

Fim


Esse texto faz parte da coleção de livros Teatro na Missa das Crianças e na Catequese.
Você pode adquirir um dos livros ou o kit completo.
Disponível em livros digitais e DVD-livros.
Saiba mais na nossa lojinha:
www.tvcriancacatolica.com.br/lojinha


www.tvcriancacatolica.com.br


www.tvnossasenhoradefatima.com.br








http://www.apenossasenhoradefatima.com.br/p/blog-page_6.html
http://teatronamissadascriancas.blogspot.com.br/p/quem-somos-nos.html













Texto teatral 25-2 - A TRANSFIGURAÇÃO DO SENHOR - Ano B - com Joca e Clarinha


A TRANSFIGURAÇÃO DO SENHOR
2o Domingo da Quaresma
Ano B – Marcos 9, 2-10
De Emílio Carlos

JOCA – (entra) Oi pessoal!

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – Oí-oí-oí!CLARINHA – Oi!

JOCA – Oí-oí-oí!

CLARINHA – Oi!

JOCA – Oí-oí-oí!

CLARINHA – Joca.

JOCA – Oí-oí-oí!

CLARINHA – Joca.

JOCA – Oí-oí-oí!

CLARINHA – Joca!

JOCA – O que foi, Clarinha?

CLARINHA – Chega de oí-oí-oí.

JOCA – Tá bom. E ói-ói-oi? Pode?

CLARINHA – Não, Joca. Vamos falar outra coisa.

JOCA – Certo: é muito bom estar com vocêêêêêêêêêêêêês! Êba!

CLARINHA – É verdade. É muito bom estar com vocês. Mas, Joca!

JOCA – O que foi, Clarinha.

CLARINHA – Você prestou atenção no Evangelho de hoje?

JOCA – Claro que eu prestei atenção, Clarinha.

CLARINHA – Que bom, Joca. E o que foi que você viu?

JOCA – Bem... eu vi um menino conversando, vi uma menina fora do lugar, vi um menino com o dedo no nariz…

CLARINHA – Não, Joca. Eu estou falando do Evangelho.

JOCA – Evangelho?

CLARINHA – É. O que o padre acabou de ler.

JOCA – Ah, é, o que o padre acabou de ler, né? Bonita voz, hein seu padre? Rê, rê…

CLARINHA – Joca: você não prestou atenção, né?

JOCA – Bem... eu prestei atenção... mas não no padre.

CLARINHA – Que feio, Joca! Tem que prestar atenção na Missa inteira. O Evangelho é muito importante.

JOCA – Acho que a Missa inteira é muito importante, né?

CLARINHA – Claro que sim, Joca. E é por isso que tem que prestar atenção.

JOCA – Desculpe, Clarinha. Foi mal, padre.

CLARINHA – Tá certo, Joca! Olha só: hoje o padre leu a passagem da Transfiguração de Jesus.

JOCA – Como assim, Clarinha?

CLARINHA – Foi assim: naquele tempo Jesus foi até o alto do monte com seus discípulos Pedro,Tiago e João.

(entra cartaz com ilustração)

JOCA – Eu queria estar lá com Jesus.

CLARINHA – Na frente dos discípulos Jesus se transfigurou. Suas roupas ficaram muito brancas, de um branco que não existe na terra.

(entra cartaz com ilustração)

JOCA – Puxa vida!

CLARINHA – Então apareceram Moisés e Elias, e eles falaram com Jesus.

JOCA – Gente: olha! É o Moisés dos 10 Mandamentos!

CLARINHA – Ele mesmo, Joca. E também o profeta Elias.

JOCA – Puxa vida! Eu queria estar lá!

CLARINHA – Então, uma nuvem envolveu Jesus.

(entra cartaz com ilustração)

JOCA – Não dá pra ver mais nada.

CLARINHA – E de dentro da nuvem veio uma voz que dizia:

VOZ – (em off) Este é o meu filho muito amado. Escutem o que ele diz.

JOCA – É a voz de Deus!

CLARINHA – Isso mesmo, Joca. Deus disse que Jesus é seu filho. E que é para nós ouvirmos o que Jesus diz.

JOCA – E Jesus sempre nos fala pelo Evangelho, né Clarinha?

CLARINHA – É, Joca: Jesus fala com a gente através do Evangelho. Por isso é preciso prestar muita atenção.

JOCA – Você tem razão, Clarinha.

CLARINHA – E tem mais: não é só ouvir o Evangelho. Tem que pôr o Evangelho em prática. Tem que fazer o que Jesus nos ensina.

JOCA – Todo dia, a cada momento.

CLARINHA – Isso mesmo, Joca! Assim nós seremos salvos e teremos a vida eterna ao lado de Jesus.

JOCA – Puxa vida!

CLARINHA – Já pensou: viver pra sempre ao lado de Jesus?

JOCA – Isso é muito bom, Clarinha.

CLARINHA – Então vale a pena a gente obedecer o que Jesus ensina, né?

JOCA – Vale mesmo.

CLARINHA – Sabe, Joca: as palavras de Jesus já mudaram o mundo. E ainda vão mudar mais ainda. Uma das coisas que Jesus nos ensinou é: "amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

JOCA – E Jesus amou a gente mesmo.

CLARINHA – É verdade. Jesus nos amou tanto que morreu na cruz por amor à nós.

JOCA – É mesmo.

CLARINHA – E depois Jesus ressuscitou para nos dar a vida eterna.

JOCA - Isso é que é amor por nós.

CLARINHA – Então precisamos amar a todos sempre.

JOCA – Amar a todos como irmãos e irmãs.

CLARINHA – Isso mesmo, Joca.

JOCA – Clarinha: como é que eu fico sabendo mais coisas que Jesus ensinou?

CLARINHA – É fácil, Joca: basta vir à Missa todo domingo e prestar bem a atenção.

JOCA – Legal!

CLARINHA – Além disso peça para seus pais lerem a Bíblia com você.

JOCA – Gostei da ideia.

CLARINHA – Então tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau pra vocês!

JOCA – Tchau.

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

(saem)

F i m



Esse texto faz parte da coleção de livros Teatro na Missa das Crianças e na Catequese.
Você pode adquirir um dos livros ou o kit completo.
Disponível em livros digitais e DVD-livros.
Saiba mais na nossa lojinha:
www.tvcriancacatolica.com.br/lojinha


www.tvcriancacatolica.com.br


www.tvnossasenhoradefatima.com.br








http://www.apenossasenhoradefatima.com.br/p/blog-page_6.html
http://teatronamissadascriancas.blogspot.com.br/p/quem-somos-nos.html













Texto teatral para 18-2 - JESUS É TENTADO NO DESERTO - para crianças



JESUS NO DESERTO
1o Domingo da Quaresma
Ano B – Marcos 1, 12-15
de Emílio Carlos

JOCA – (entra) Oi pessoal!

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

J0CA – Oi peeeeeeeeeeeeessoal!

CLARINHA – Oi!

J0CA – Oi peeeeeeeeeeeeessoal!

CLARINHA – Oi!

J0CA – Oi peeeeeeeeeeeeessoal!

CLARINHA – Joca.

J0CA – Oi peeeeeeeeeeeeessoal!

CLARINHA – Joca.

J0CA – Oi Claaaaaaaaaaaaarinha!

CLARINHA – Quer parar com isso, Joca?

JOCA – Não queeeeeeeeero não.

CLARINHA – Mas para assim mesmo.

JOCA – Eu jáááááááááá parei.

CLARINHA – Joca!

JOCA – Tá bom, Clarinha. Já parei.

CLARINHA – Joca: você prestou atenção no Evangelho de hoje?

JOCA – Clarinha: eu prestei muita atenção, viu?

CLARINHA – Mesmo, Joca?

JOCA – Mesmo, Clarinha.

CLARINHA – Você estava com olhos fechados nessa hora, Joca.

JOCA – Eu fechei os olhos pra prestar mais atenção, Clarinha.

CLARINHA – Ah, sei... E aquela hora que você roncou?

JOCA – Ronquei? Eu não ronco quando durmo... Êpa.

CLARINHA – Pois é, né Joca? Você dormiu.

JOCA – Só cochilei só.

CLARINHA – Ah, Joca, viu?

JOCA – Mas Clarinha: eu estava com sono. Eu joguei videogame até tarde da noite ontem e... êpa.

CLARINHA – Você ficou jogando joguinho até tarde, Joca? Sabendo que tinha Missa hoje de manhã.

JOCA – (sem graça) É... rê, rê, rê.

CLARINHA – Isso não pode ficar assim, Joca.

JOCA – Eu sei. Mas foi a primeira vez que eu fiquei até tarde no joguinho.

CLARINHA – Não é só isso, Joca. E o Evangelho de hoje?

JOCA – Pois é: e o Evangelho de hoje?

CLARINHA – Eu é que pergunto.

JOCA – Não, eu é que pergunto. Fui eu que dormi, quer dizer, cochilei.

CLARINHA – O Evangelho de hoje é muito importante, Joca. É quando Jesus foi para o deserto e ficou lá por 40 dias.

JOCA – Puxa vida!

CLARINHA – E sabe o que aconteceu, Joca?

JOCA – Não, Clarinha. O que?

CLARINHA – O mal tentou Jesus.

JOCA – Clarinha!

CLARINHA – Isso mesmo, Joca. O mal tentou Jesus no deserto.

JOCA – Que ousadia!

CLARINHA – É, Joca!

JOCA – Que absurdo! Tentar Jesus? Isso já é demais!

CLARINHA – É, o mal não perde a chance, viu Joca? No deserto Jesus teve fome e sede.

JOCA – Também, coitado: 40 dias no deserto não é mole não.

CLARINHA – É verdade. Mas Jesus não reclamou, viu?

JOCA – Jesus é meu herói.

CLARINHA – Foi então que o mal apareceu e disse:

(entra cartaz ilustrando a cena)

MAL – (voz em off) Se você é filho de Deus transforme essas pedras em pão.

JOCA – E o que Jesus respondeu?

CLARINHA – Jesus disse assim:

JESUS – (voz em off) Nem só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.

JOCA – É isso aí! O mal perdeu feio!

(entra cartaz com ilustração)

CLARINHA – Perdeu mesmo, Joca. Mas sabe o que ele fez? Levou Jesus para a torre mais alta do templo e lhe disse:

MAL – (off) Se você é filho de Deus se jogue do alto desta torre e os anjos te salvarão.
CLARINHA – E Jesus respondeu:

JESUS – (off) Está escrito: não tentarás ao Senhor teu Deus.

JOCA – Boa resposta! Gostei!

CLARINHA – O mal viu que não estava conseguindo nada com Jesus.

JOCA – É isso mesmo! Jesus não cai em tentação não.

CLARINHA – Então o mal levou Jesus para a montanha mais alta do mundo. E disse assim:

(entra cartaz com ilustração)

MAL – (off) Se você me adorar eu te darei todos os reinos do mundo.

CLARINHA – E Jesus respondeu:

JESUS – (off) Está escrito: adorarás somente a Deus. Vá embora, Satanás.

JOCA – O mal se deu mal de novo!

CLARINHA – É mesmo, Joca. E dessa vez o mal ficou muito bravo e se mandou. Logo depois o céu se abriu e desceram os anjos de Deus. E os anjos serviram a Jesus.

(cartaz com ilustração)

JOCA – Puxa, que legal!

CLARINHA – É mesmo, Joca.

JOCA – Eu gostei de Jesus, viu? Ele não deu chance para o mal.

CLARINHA – É verdade, Joca. Mas pense bem: se o mal tentou até Jesus isso quer dizer que o mal pode nos tentar também.

JOCA – Gente! Eu não tinha pensado nisso!

CLARINHA – Pois é, Joca. O mal é fogo: ele vive tentando as pessoas por aí.

JOCA – É mesmo. Daí as pessoas ficam jogando joguinho até tarde e no dia seguinte dormem na Missa, né?

CLARINHA – Pois é, Joca.

JOCA – É, gente: o mal quer que a gente faça tudo errado – desobedeça os pais, brigue com os irmãos, não estude...

CLARINHA – O mal nos quer no caminho da escuridão.

JOCA – Mas Clarinha: e agora? Como se proteger do mal?

CLARINHA – É preciso estar sempre ao lado de Jesus e com Deus no coração. Assim não cairemos nas armadilhas do mal.

JOCA – Jesus é a luz que ilumina o caminho do bem.

CLARINHA – É isso aí!

JOCA – Quem quer estar sempre ao lado de Jesus levante a mão!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Levante a mão bem alto!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Então não se esqueçam de rezar, né gente?

CLARINHA – É isso mesmo. Então vamos rezar.

JOCA – Bem bonito, hein gente?

CLARINHA – Todo mundo com as mãozinhas igual a Nossa Senhora.

JOCA – Assim, ó.

CLARINHA – Então vamos lá. Eu falo e vocês repetem, tá bom?

JOCA – Tá bom.

CLARINHA – Senhor Deus...

JOCA – Senhor Deus...

CLARINHA - ... não nos deixei...

JOCA - ... não nos deixei...

CLARINHA - ... cair em tentação...

JOCA - ... cair em tentação...

CLARINHA - ... mas livrai-nos do mal...

JOCA - ... mas livrai-nos do mal...

CLARINHA - ... amém.

JOCA - ... amém.

CLARINHA – Muito bem!

JOCA – Muito bem!

CLARINHA – Então tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

(Fim)



Esse texto faz parte da coleção de livros Teatro na Missa das Crianças e na Catequese.
Você pode adquirir um dos livros ou o kit completo.
Disponível em livros digitais e DVD-livros.
Saiba mais na nossa lojinha:
www.tvcriancacatolica.com.br/lojinha


www.tvcriancacatolica.com.br


www.tvnossasenhoradefatima.com.br








http://www.apenossasenhoradefatima.com.br/p/blog-page_6.html
http://teatronamissadascriancas.blogspot.com.br/p/quem-somos-nos.html













texto teatral para 11-2-2018 - JESUS CURA UM LEPROSO



JESUS CURA UM LEPROSO
6o Domingo do Tempo Comum
Ano B – Marcos 1, 40-45
de Emílio Carlos

NARRADOR – Oi. Tudo bem com vocês? Tudo bem? Hoje eu vou contar uma história de Jesus.
Uma história sobre um milagre de Jesus. Vai ser uma história bem legal. Então todo mundo bem quietinho prestando atenção, tá bom? Tá bom? Então vamos lá. Vamos viajar no tempo até o tempo de Jesus.
Naquele tempo Jesus caminhava quando um leproso se aproximou dele.

(música . Jesus entra pela direita e o leproso entra pela esquerda. O leproso se aproxima de Jesus e se ajoelha suplicando-lhe).

HOMEM – Jesus: se queres pode me curar!

NARRADOR – Jesus teve compaixão do homem leproso. Então estendeu a mão, tocou o doente e disse assim:

JESUS – Sim, eu quero. Seja curado.

NARRADOR – Imediatamente a doença desapareceu. O doente foi curado.

(música. O leproso tira as faixas que enrolavam suas feridas. E vê, maravilhado, que foi curado).

HOMEM – Glória a Deus! Glória a Deus!

(Jesus continua seu caminho enquanto o homem se levanta e sai pela direita).

NARRADOR – Hoje Jesus também quer nos curar, nos devolver a vida plena. Só vive de verdade quem vive no amor de Deus, no amor de Jesus. Deixe Jesus reinar em sua vida. 
Convide sempre Jesus a estar no seu coração, em todos os momentos da sua vida.

(música)

Fim



Esse texto faz parte da coleção de livros Teatro na Missa das Crianças e na Catequese.
Você pode adquirir um dos livros ou o kit completo.
Disponível em livros digitais e DVD-livros.
Saiba mais na nossa lojinha:
www.tvcriancacatolica.com.br/lojinha


www.tvcriancacatolica.com.br


www.tvnossasenhoradefatima.com.br








http://www.apenossasenhoradefatima.com.br/p/blog-page_6.html
http://teatronamissadascriancas.blogspot.com.br/p/quem-somos-nos.html